Diabetes - como é feito o diagnóstico?

View Comments

 

O Diabetes representa um grupo de doenças metabólicas, com causas diversas, que se caracteriza pela presença de HIPERGLICEMIA (aumento da glicose – açúcar - no sangue).

 

A maioria dos pacientes é assintomática (não apresentam nenhum sintoma) no momento do diagnóstico. Por isso, é recomendado, em algumas situações, o rastreamento, ou seja, a coleta de exames laboratoriais, mesmo na ausência de sintomas.

 

O diagnóstico do DIABETES é realizado através de exames laboratoriais tais como glicemia de jejum, hemoglobina glicosilada, teste de tolerância oral a glicose 75g.

 

Atualmente são quatro os critérios aceitos para o diagnóstico do diabetes.

 

- Glicemia de jejum ≥ 126 mg/dL.

- Glicemia de 2 h pós-sobrecarga de 75 g de glicose ≥ 200 mg/dL.

- Sintomas de poliúria (urina muito), polidipsia (muita sede) e perda ponderal (emagercimento) acrescidos de glicemia casual ≥ 200 mg/dL. Compreende-se por glicemia casual aquela realizada a qualquer hora do dia, independentemente do horário das refeições.

 

A utilização de hemoglobina glicada (HbA1c) como critério de diagnóstico para o DM foi validada recentemente.

 

- Diabetes: HbA1c ≥ 6,5% a ser confirmada em outra coleta (dispensável em caso de sintomas ou glicemia ≥ 200 mg/L)

 

O diagnóstico do diabetes deve sempre ser confirmado pela repetição do teste em outro dia, a menos que haja hiperglicemia inequívoca com sintomas óbvios de Diabetes.

 

Quando houver discordância entre os resultados da glicemia e da HbA1c e, mesmo após a repetição dos exames, somente um permanecer alterado, a pessoa deve ser considerada diabética.

 

É reconhecido um grupo intermediário de indivíduos nos quais os níveis de glicemia não preenchem os critérios para o diagnóstico do diabetes, sendo denominada como Pré-Diabetes.

 

- Glicemia de Jejum alterada: a glicemia de jejum é ≥ 100 mg/d e < 126 mg/dL

- A tolerância à glicose diminuída ocorre quando, após uma sobrecarga de 75 g de glicose, o valor de glicemia de 2 h situa-se entre 140 e 199 mg/dL.

- Indivíduos com alto risco para o desenvolvimento de diabetes: HbA1c entre 5,7 e 6,4%.

 

Na CONSULTA COM O ENDOCRINOLOGISTA tire as suas dúvidas e informe-se. A informação é um importante remédio no TRATAMENTO DO DIABETES!

Imprimir